O JORNAL PANORAMA, através de seus amigos parceiros, traz para todos os leitores Colunas especiais, com assuntos diversos. Na Coluna Saúde, Dr. Edson Lopes Libanio, de Baependi, possibilita a todos informações e conhecimentos importantes, principalmente aos pais. Desejamos uma boa leitura.

Coluna Saúde

Por Edson Lopes Libanio

Como estava, no Congresso Brasileiro de Pediatria em Porto Alegre, fiz uma coluna mais concisa, embora de suma importância e em continuidade a anterior, onde abordamos vacinação. Como eu digo, as poções mágicas que salvam vidas.

Minha inspiração foi palestra de hoje de manhã com o excepcional professor Juarez Cunha do Rio Grande do Sul abordando Vacinação e preconceitos contra a vacinação.

A princípio transcrevo o que o professor disse ao início da palestra: “nenhuma atuação humana, nenhuma tecnologia ou invento, salvou tantas vidas humanas como as vacinas, como se atesta em inúmeros trabalhos em todo mundo. Contabiliza-se as vidas salvas pelas vacinas, sobretudo vidas de crianças, na casa dos bilhões”.

Mas vamos a alguns fatos e fakes em relação às vacinas:

Fake 1: não devo vacinar porque em minha cidade a doença que esta vacina protege é muito rara.

Fato: Acontece que a doença é rara justamente por causa da vacinação. No entanto surtos podem ocorrer se a cobertura vacinal diminuir, o que de fato está ocorrendo em relação ao sarampo, caxumba e outras doenças.

Fake 2: não vou vacinar porque esta vacina são contra múltiplas doenças e pode sobrecarregar a criança e aumentar reações.

Fato: comprovadamente não existe relação do número de doenças protegidas pela vacina com qualquer aumento das reações. Além da praticidade de menos picadas e menos idas ao serviço de saúde.

Fake 3: vacinas dão convulsões e muitas reações

Fato: só a minoria das crianças, em torno de 12%, tem reações geralmente leves, que duram 48 horas. Convulsões são ainda mais raras e sem deixar nenhuma sequela (fora o susto).

Fake 4: deve dar antitérmico ANTES da vacina para evitar reações.

Fato: não devem ser usados antitérmicos ANTES, pois pode inibir a eficácia de algumas vacinas. Depois de vacinado, se precisar, pode.

Fake: os adjuvantes das vacinas como o mercúrio e o alumínio podem fazer muito mal aos bebês

Fato: não é bem assim. Os adjuvantes necessariamente tem que estar na composição das vacinas para aumentar a eficácia e conservação. Podem eventualmente provocar reações, geralmente locais e leves.

Mas o fundamental, leitores é vacinar nossas crianças não levando em conta dados sem importância científica e sem cabimento técnico. Vacinas salvam vidas.

Um abraço e até semana que vem.