O vento sopra…

desvairado

a ondular as nuvens,

a encrespar os mares…

Expõe-se!Impõe-se!

Conquista mundo!

No íntimo de meu ser

eu o invejo

eu quisera ser

tão grande e forte,

de igual porte!

Eu quisera, simplesmente…

Ser!

Eu não sou!

Por quê?

Talvez por não ter

a sorte do vento

que sopra em busca de seu intento…