Que magia possuía esta mulher, tão sabia e santa,

que não conhecia o pecado, só a caridade

que entregou a alma aos céus e de lá emana

as bênçãos que nos consola em nossa ansiedade…

Que mistério envolvia tua vida de pureza

quando dedilhava o rosário em êxtase profundo

recebendo da Virgem tua maior riqueza

a graça da cura que amenizava a dor do mundo!

Que verdade escondia esta humilde serva

que na rota veste encobria tanto pudor?

como a pérola rara, tão alva como a neve

que se explode na divina dádiva do amor!

Se não conheces esta Mulher e teus encantos,

esta pérola escondida, este elo de esperança

eu mostro a ti em versos e cantos.

Ela é Nhá Chica, nossa humilde e venerada santa!

Se buscas consolo e se o mal te aflige

venha, suba comigo pela íngreme colina

e lá no alto, na capela encontrarás alivio…

recebendo dela o consolo da graça divina.

Venha amigo, aqui encontrarás paz e alento,

tuas mágoas e tuas chagas por certo cicatrizarão

Se a dor te alcança e o cansaço te afeta

esqueças e entrega-te em sublime oração!

Se tuas pernas enfermas não te levam mais

se tua voz não mais é ouvida,

se em teus olhos a escuridão domina,

medite em prece e chame por Nhá Chica.

Ela virá, em osmogenesia perfumosa,

ela estará em cada flor de teu jardim,

ela permanecerá ao teu lado assim formosa

te acompanhará pela vida, até o fim…

Eis ai o retrato de Francisca de Paula

A preferida dos céus, serva de Jesus

Ela é a Santa dos aflitos e dos humildes

Estrela radiante que nos conduz!

Ela é a esperança dos enfermos

é o amparo dos fracos e oprimidos

Ela é o sol que aquece a humanidade

Ela é NHÁ CHICA, alimento dos famintos!

Cem anos de tua morte, hoje comemoram

Mas mil séculos mais com ela virão

para a geração do amanhã, será a esperança

para a de hoje,a glória de tua Beatificação.

Dorinha Levenhagen 

Baependi, 18 de Junho/95