A noite parecia nos convidar ao amor,

derramando sobre nós milhares de estrelas,

sob um luar que azulava nossos caminhos…

Caminhos de uma só noite!

Nossos olhos se encontraram,

fazendo acontecer, assim, tão de repente,

o que já esperávamos a tanto tempo!

Era como se naquele momento

estivéssemos ausentes

a essa longa e dolorosa espera

quando nossos lábios se uniram

buscando na saliva, entre gemidos,

o lenitivo para esse amor tão louco…

Amor que sobreviveu tantos anos,

que se alimentou de olhares furtivos

e de carícias, assim, ás escondidas…

Entre os ofegantes beijos que trocávamos,

ouvimos por fim nossas próprias vozes

que gritavam…

Num sussurro quase mudo:

“Te amo”

Foi lindo nosso momento de amor,

foi sublime nossos corpos nus,

se buscando mutuamente,

e você?

Você me beijando simplesmente,

como se eu fosse uma deusa,

pura e intocável como uma musa

não como a mulher que um homem deseja…

Talvez este momento não mais se repita,

mas para mim não importa,

ele valeu a eternidade…

Por mais que as coisas aconteçam,

Eu trarei dentro de mim

o gosto de tê-lo.

Amado você…

Em uma só noite…

Em um só beijo…

Em um só momento!